• Marcela Lopes

Dia Nacional das Artes

Quando tratamos de arte, precisamos começar cortando estereótipos e preconceitos. Arte não é só uma poesia difícil do Drummond ou músicas clássicas e antigas de Mozart, é também o funk carioca, a poesia escrita no banco do ônibus e a pixação com crítica política no muro da cidade. A arte vai além das amarras das elites, estando presente em todas as instâncias sociais. Entender isso é o primeiro passo quando entramos nesse tema.

O segundo passo é separar arte de cultura. As artes têm seus objetivos, por mais variados que sejam, e não necessariamente o que é cultura também é arte. A cultura pode ser vista, segundo Reinaldo Dias, como toda criação humana, seja ela com utilidade prática ou não, e apesar de ambos os conceitos não terem uma definição concreta e universal, precisamos saber separá-los quando lidamos com arte e o seus respectivos valores para as sociedades.

Tendo entendido isso, passamos para o ponto principal: as artes são um fator chave para a humanidade. A evolução humana pode ser consequência da cultura, mas sem as artes esse processo seria ainda mais lento. A dependência dos seres humanos das manifestações artísticas, independente de qual definição seja escolhida, é gigantesca e inevitável, prova disso é a importância dos artistas e seus trabalhos durante o isolamento social - teríamos enlouquecido ainda mais sem séries, filmes, livros e músicas para nos acalentar. Além de ser um combustível para as transformações sociais, a arte também deve ser valorizada por seu caráter de entretenimento. Ou seja, cada arte possui seu impacto e valor no processo de evolução humana.

É importante lembrar que as artes possuem diversas funcionalidades, não apenas várias concepções. Existe arte de expressão, de provocação, de crítica, de entretenimento, etc, e cada uma delas possui seu valor e impulsiona os seres humanos de maneira diferente. Comparar expressões artísticas e considerar uma “mais arte” do que a outra é um erro que não podemos cometer - e comparar artistas diferentes também não.

É por isso que deixamos aqui nosso apreço por esses profissionais que se dedicam a ajudar a humanidade no seu processo de evolução. Sabemos que nem toda obra possui um artista profissional por trás dela e também gostaríamos de agradecer àqueles que nos marcam diariamente com suas criações. Aos artistas em específico, agradecemos seus trabalhos e suas coragens de levantar o queixo e tentar tornar o mundo um lugar melhor.


20 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

© 2020 Cacto Comunicação. Todos os direitos reservados .